Jump to content

Guest Nicole

Mais de 400 fiéis desmaiam no congresso da Igreja Testemunhas de Jeová

Topic Summary

Created

Last Reply

Replies

Views

Guest Nicole -
The Librarian -
3
1609

Top Posters

  • The Librarian 2
  • Guest 1

Recommended Posts

Guest Nicole

desmaios-1728x800_c-1068x494.jpg

Com auxílio dos fiéis da Igreja Testemunhas de Jeová, os efectivos da Polícia Nacional detiveram, ontem, três jovens que supostamente terão espalhado a substância tóxica que provocou os desfalecimentos. (O País)

Com auxílio dos fiéis da Igreja Testemunhas de Jeová, os efectivos da Polícia Nacional detiveram, ontem, três jovens que supostamente terão espalhado a substância tóxica que provocou os desfalecimentos.

Mais de 400 fiéis da Igreja Testemunhas de Jeová desmaiaram, ontem, durante a cerimónia de arranque do congresso anual desta congregação religiosa que decorre no templo sede de Viana, em Luanda, ao inalarem substância tóxica. Os desfalecimentos tiveram lugar às 9horas, tendo abrangido algumas pessoas do sexo feminino entre os sete mil fiéis que acorreram ao recinto (com capacidade para 11 mil almas) com o propósito de participarem no congresso que terminará amanhã.

Abraão Kituxi, uma das testemunhas oculares, revelou que uma das primeiras pessoas a passar mal e caiu inconsciente foi uma cunhada, ou seja, a Magui que foi imediatamente encaminhada ao hospital municipal do Cazenga, onde foi assistida. “Antes, ela se havia disse que estava a sentir-se incomodada com um cheiro desagradável e eu supús que teria sido de algum de lixo dos camiões de recolha de resíduos sólidos que passaram próximo ao templo”, revelou. Mesmo assim, ao desmaiar, não levou muito a sério, julgando tratar-se de mais uma daquelas crises que lhe afligem quando inala algum cheiro muito activo, e independentemente da composição química, recupera-se facilmente.

Mas a sua dedução caiu por terra ao ver, subitamente, outras pessoas que ocupavam os últimos assentos próximos ao da Magui, queixando-se do mesmo incómodo, estando outras mesmo caindo em cascata. O facto casou um pânico generalizado entre a comunidade que assistia a palestra subordinada ao tema “não desista”. Os que resistiram queixavam-se de dores no peito e às pessoas próximas solicitavam água para beber. Os responsáveis da congregação accionaram imediatamente a Polícia e os Bombeiros que enviaram quatro ambulâncias e três patrulheiros que juntaram-se aos fiéis evacuando os pacientes em viaturas particulares para as unidades sanitárias mais próximas, como o Hospital Municipal do Cazenga e o Hospital dos Cajueiros.

Polícia deteve presumíveis infractores

O produto tóxico que despoletou a situação terá sido espalhada por um grupo presumivelmente constituído por sete indivíduos maiores de idade, três dos quais já se encontram sob custodia da polícia. Após verem os seus intentos concretizados, alguns dirigiram- se a um dos balneários com o propósito de mudar de roupa para não serem reconhecidos, porém, para o seu grande azar, o nefasto odor provocou a mesma reacção aos fiéis que faziam o serviço de protocolo à entrada desses recintos.

“Um dos acusados foi detido numa das casas de banho trocando de roupa, o outro a tentar entrar numa das casas de banho das senhoras com o mesmo propósito e o terceiro a transpor o portão”, afirmou Manuel Ricardo, outra testemunha ocular. Todos não exibiam os crachás que foram distribuído aos participantes no evento pela organização, e um deles transportava um pasta contendo diversas peças de vestuário. A substância tóxica que terá provocado os desmaios, cuja composição química ainda não foi apurada, encontrava-se em recipientes de 750 mil litros de diversas cores, espalhados em locais estratégicos, que já se encontra em posse dos peritos do Serviço Provincial de Investigação Criminal de Luanda e do Laboratório Central de Criminalística.

Demarcados dos desmaios em escolas

O director clínico do Hospital Municipal do Cazenga, Panda Dombaixi, revelou, a OPAÍS, que dos 45 pacientes que assistiram, com idades superiores aos 15 anos, alguns queixavam- se de falta de ar, dores no tórax e tinham os olhos roxos. A maioria foi posta em recuperação no pátio do hospital e os que aparentavam um estado mais grave foram entregues à enfermaria. “Clinicamente não eram casos preocupantes porque alguns pacientes foram recuperando à medida que conversavam com a equipa médica de serviço. Alguns até só com a exposição ao oxigénio natural”, explicou.

O médico Panda Dombaixi esclareceu ainda que esta ocorrência não se associa aos desmaios que ocorreram nas escolas, embora ainda carece de se averiguar as causas reais. “Geralmente quando ocorrerem desmaios em massa, quase sempre está associada a um gás, porque este produto se dispersa com facilidade no ar. Só não podemos precisar com exactidão que tipo de gás terão inalado, mas com certeza terão inalado”, assegurou. (O País)

http://www.portaldeangola.com/2017/08/mais-de-400-fieis-desmaiam-no-congresso-da-igreja-testemunhas-de-jeova/

 

Share this post


Link to post
Share on other sites






×
×
  • Create New...

Important Information

Terms of Service Confirmation Terms of Use Privacy Policy Guidelines We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.