Jump to content

I want see you in paradise

Testemunhas de Jeová marcaram datas para o fim do mundo?

Topic Summary

Created

Last Reply

Replies

Views

1
479

Top Posters


Recommended Posts

Testemunhas de Jeová marcaram datas para o fim do mundo?

Cópia de Torre 3.JPG

Um internauta comentou sobre o pastor Charles Taze Russel: “As falsas profecias de Charles Taze Russell formaram a base do que viria a ser a Sociedade Torre de Vigia e a seita Testemunhas de Jeová.” Mas estava Russel profetizando o fim do mundo?

1914

Charles Taze Russell e seus companheiros estudantes da Bíblia deram-se conta, por volta de 1876, de que 1914 marcaria o fim dos Tempos dos Gentios, ou dos tempos designados das nações. (Lucas 21:24) Embora naqueles dias primitivos não entendessem plenamente o que isto significaria, estavam convencidos de que 1914 seria uma data importante na história do mundo, e eles estavam certos. Com a aproximação de 1914, cresciam as expectativas. No The Bible Students Monthly (Volume VI, nº 1, publicado no início de 1914), observe que Russell usa a frase “não sabemos com certeza”, desmentindo aqueles que dizem que ele “profetizou” uma data qualquer, continue lendo:

“Se temos a correta data e cronologia, os Tempos dos Gentios findarão este ano — 1914. O que significa isso? Não sabemos com certeza. A nossa expectativa é de que o domínio ativo do Messias começará por volta do fim da concessão de poder aos gentios. A nossa expectativa, certa ou errada, é que ocorrerão maravilhosas manifestações dos julgamentos divinos contra toda a injustiça, e que isto significará o colapso de muitas instituições atuais, se não de todas.”

Digno de nota é que nenhuma das Testemunhas de Jeová, ou mesmo os que tomavam a dianteira entre elas no passado recente, nunca afirmaram em suas publicações que recebia alguma revelação divina especial. Sobre isso, veja o que diz a nota de rodapé do artigo “Por que tantos alarmes falsos?”, na revista Despertai! de 22/03/1993, página 4:

“. . .The Watchtower (A Sentinela), publicação oficial das Testemunhas de Jeová, já disse: “Não temos o dom da profecia.” (Janeiro de 1883, página 425) “Nem desejamos que os nossos escritos sejam reverenciados ou considerados infalíveis.” (15 de dezembro de 1896, página 306) A Sentinela disse também que terem alguns o espírito de Jeová “não significa que os que servem agora como testemunhas de Jeová são inspirados. Não significa que os escritos nesta revista A Sentinela são inspirados e infalíveis e sem erros”. (Setembro de 1947, página 135) “A Sentinela não se diz inspirada em suas pronunciações nem é dogmática.” (15 de agosto de 1950, página 263) “Os irmãos que preparam essas publicações não são infalíveis. Seus escritos não são inspirados assim como eram os de Paulo e dos outros escritores bíblicos. (2 Tim. 3:16) E assim, às vezes, tornou-se necessário corrigir conceitos, conforme o entendimento se tornou mais claro. (Pro. 4:18)” — 15 de agosto de 1981, página 19.”

O que revelou os estudos de Russel?

O ano de 1914 por ser um ano marcado por acontecimentos importantes na história humana, também é um assunto relacionado a questão do ano da destruição de Jerusalém – 587 ou 607 AEC.? (Por este ser o ponto de partida da cronologia que leva a 1914.) A data marcou o fim de um templo que havia sido o centro da adoração do Deus Todo-Poderoso por mais de 400 anos. “Ó Deus”, lamentou um salmista, “profanaram o teu santo Templo e deixaram Jerusalém em ruínas”. (

    Hello guest!
) Mas qual foi o tempo dessa desolação? “Toda esta terra virá a ser uma desolação e um espanto; estas nações servirão ao rei de Babilônia setenta anos.” (
    Hello guest!
    Hello guest!
) A Bíblia, porém, mostra que os 70 anos seriam um período de punição severa da parte de Deus — dirigida especificamente ao povo de Judá e de Jerusalém, que estavam num pacto para obedecer a ele. – 
    Hello guest!
.

Opositores insistem em dizer que o ano para a destruição de Jerusalém foi 587 AEC.; rejeitando o ano de 607 AEC.. E se aproveitam disso para dizer que o ano de 1914 teria sido um cálculo errado feito pelas Testemunhas de Jeová a partir desta cronologia. Contradizendo a Bíblia dizem que somente a terra de Judá seria devastada por 70 anos, e que sua cidade capital não faria parte da profecia, mas somente a terra ao redor dela. É dessa maneira que eles lidam com a sua cronologia secular que diz que Jerusalém ficou em ruínas por apenas 50 anos e não 70 anos. Mas o que na realidade fazem os apóstatas?

  • Os apóstatas apóiam a cronologia secular de 587 AEC. que contradiz a Bíblia.
  • Afirmam que seriam anos de servidão ou ocupação, não desolação.
  • Afirmam que a data da destruição de Jerusalém não importa.
  • Tentam desviar e dissuadir as pessoas que querem estudar com as Testemunhas de Jeová.

No entanto, esta perseguição não ocorreu desde o inicio. Uma das principais igrejas protestantes, a Igreja Assembléia de Deus, durante a Primeira Guerra Mundial, publicou a revista ‘The Weekly Evangel’ (O Semanário do Evangelho). Este periódico atualmente é chamado de ‘Pentecostal Evangel’, a revista semanal das Assembléias de Deus dos Estados Unidos, produzida no Missouri. Com tiragem de 240.000 exemplares e sua primeira edição foi em 1913. O número de 13 de maio de 1916 da mesma revista, pg. 6-9, tem algo muito interessante, onde mostra que evangélicos também fizeram um estudo muito semelhante ao que fez o pastor Charles Taze Russell. Neste estudo se encontra um artigo intitulado ‘Os Tempos dos Gentios’.

Debaixo deste tópico a revista evangélica declarou: “Tal como Israel perdeu o domínio sobre sua terra, o princípio destes tempos dos gentios (606 AEC, segundo o autor do artigo), parece que a primeira data terminal marcaria algum tipo de princípio de restauração da Terra [. . .] Que inspirador é o pensamento de que, se 1915 ou 1916 resulta ser a primeira data terminal”. Depois que os Estudantes da Bíblia se tornaram as mundialmente conhecidas ‘Testemunhas de Jeová’, evangélicos abandonaram o estudo sobre 1914/1915 sobre pressão de serem comparados aos cristãos Testemunhas de Jeová, agora considerados por eles como “seita”.

ScreenShot002.jpg

ScreenShot002.jpg

Mas o ensino das Testemunhas de Jeová, além do apoio bíblico, tem o apoio da arqueologia? Veja o comentário de Ephraim Stern (foto ao lado), importante arqueólogo israelense: “De 604 AEC a 538 AEC – não há absolutamente nenhuma evidência que sugira ocupação. Por todo aquele tempo, nem uma única cidade destruída pelos babilônios foi restabelecida.” Esse período em que não há evidência de ocupação ou restabelecimento de territórios conquistados corresponde de perto ao período em que a nação de Israel ficou exilada em Babilônia de 607 a 537 AEC. Não foram 50 anos de ocupação como dizem os opositores, mas 70 anos de desolação segundo 2 Crônicas 36:20, 21.

O livro E a Bíblia Tinha Razão também declara apoio as Testemunhas de Jeová: “Era uma empresa arrojada deixar a rica terra de Babilônia . . . para empreender o duro caminho para as quinas duma terra deserta. Não obstante, depois de longos preparativos na primavera de 537 a.C. uma longa caravana pôs-se em marcha a caminho da antiga pátria. . . . Teve de percorrer quase mil e trezentos quilômetros [1.300 KM] desde Babilônia à distante Jerusalém.” — Werner Keller, São Paulo, 21º Edição, páginas 324, 325.

E a Bíblia Tinha Razão.jpg

Se calcular-mos 70 anos para trás a partir de 537 a.C. (537 + 70) o resultado será 607. É por este motivo que 607 AEC. foi o ano da destruição de Jerusalém, embora a cristandade apóstata discorde disso. As Testemunhas de Jeová, por outro lado, acreditam em algo que os membros de igrejas e historiadores seculares não acreditam. Acreditamos que a Bíblia é a palavra inerrante e inspirada de Deus. Portanto, levamos em consideração as profecias da Bíblia quando calculamos a cronologia antiga.

Até mesmo a Bíblia Ecumênica Barsa traduzida pelo padre Antônio Pereira de Figueiredo oferece uma data que não corresponde aquela que foi proposta pelos opositores (587 a.C.), sendo muito próxima a data correta oferecida pela cronologia bíblica: “O exílio duraria 70 anos, em número redondo, a partir da 1.º deportação em 605, ou seja, 67 anos exatamente.” – Página 342.

D_Q_NP_917325-MLB25433564391_032017-Q.jpg

Se o ano de 607 AEC. estivesse errado, então os “sete tempos” da profecia que termina em 1914 EC. estariam errados – e isto confirmaria a acusação dos apóstatas contra o povo de Jeová. Sabendo da exatidão bíblica, as Testemunhas de Jeová continuaram ensinando os seus estudantes a respeito da verdade.

Qual é a duração dos sete tempos?

A Bíblia revela que “um tempo, e tempos [isto é, 2 tempos] e metade de um tempo”, ou três tempos e meio, equivalem a 1.260 dias (Apocalipse 12:6, 14) 1.260 dividido por 3,5 = 360. “Um tempo” seria igual a 360 dias. Por conseguinte, 7 x 360 = 2.520. Os sete tempos seriam 2.520 dias. À base da norma profética de “um dia por um ano”, os sete tempos seriam equivalentes a 2.520 anos. (Números 14:34; Ezequiel 4:6) Por este cálculo, os Tempos dos Gentios, que começaram em outubro de 607 AEC., findaram 2.520 anos mais tarde, EM OUTUBRO DE 1914. Neste tempo Jeová Deus colocou seu amado Filho, o Senhor Jesus Cristo, no trono do Reino celestial. Finalmente, tornou-se realidade a visão da Revelação do cristão apóstolo João e poder-se-ia anunciar: “O reino do mundo tornou-se o reino de nosso Senhor [Jeová] e do seu Cristo, e ele [Jeová] reinará para todo o sempre.” (Apocalipse 1:10; 4:1; 11:15) Que gloriosa notícia, e que razão para felicidade sem igual para todos os co-herdeiros e súditos desse Reino! (Apocalipse 11:17) Vamos ver tudo em ordem cronológica:

1- A linhagem da realeza davídica é interrompida pelos gentios em 607 AEC.
2- Mais tarde, Daniel recebe uma profecia dizendo que o reino não será restaurado antes de “sete tempos”.
3- Mais tarde, Jesus confirma que o reino não será restabelecido naqueles dias, mas somente após o cumprimento da profecia de Daniel.
4- O apóstolo João, em Revelação 12:6 confirma que os sete tempos de Daniel são igual 2.520 anos.
5- Os sete tempos, ou 2.520 anos, terminariam em 1914 EC. A linhagem da realeza davídica é restaurado quando Jesus é entronizado como rei no céu.

1975

Mas não são as Testemunhas de Jeová que na verdade marcaram o dia do fim do mundo? A fama de serem pregadores de um fatal fim do mundo é comum em muitos lugares da terra com relação às Testemunhas de Jeová. O padre católico Estêvão Bettencourt proferiu palavras em público dizendo que as Testemunhas de Jeová teriam marcado “o fim do mundo” para 1975. O enviado do Papa disse que Nathan Knorr, então presidente da Sociedade Torre de Vigia, afirmou que o dia do armagedom cairia em “1975”. O que realmente ocorreu? As Testemunhas profetizaram o fim do mundo para 1975? Outro irmão, Frederick Franz, deu a explicação dos fatos de forma concludente. Mencionou muitas perguntas feitas sobre se a matéria no antigo livro Vida Eterna – Na Liberdade dos Filhos de Deus (1966), queria dizer que em 1975 o armagedom teria terminado. Ele disse, em síntese: ‘Pode ser. Mas não estamos dizendo isso. . . E que ninguém seja específico ao falar sobre o que irá acontecer a partir de agora [1966] até 1975. Mas, prezados irmãos, a grande questão é: o tempo é curto. O tempo está-se esgotando, não resta dúvida sobre isso’.

01.jpg

É bom que todos saibam que, antes disso, em 1963, doze (12) anos antecipadamente, o livro de grande tiragem das Testemunhas de Jeová Toda a Escritura é Inspirada por Deus e Proveitosa havia declarado oficialmente: “Não adianta usar a cronologia bíblica para especular sobre datas que se acham no futuro na corrente do tempo. – Mat. 24:36”. Por que não marcaram datas? Mateus 24:36 diz que nem Jesus e nem os anjos conhecem esse “tempo”, “mas unicamente o Pai”. No mesmo livro já citado “Vida Eterna”, das Testemunhas de Jeová, na página 29 diz: “Quão apropriado seria se Jeová Deus fizesse deste vindouro sétimo período de mil anos um período sabático de descanso e livramento, um grandioso sábado de jubileu para se proclamar liberdade através da terra a todos os seus habitantes! Isto seria muito oportuno para a humanidade. Seria bem apropriado da parte de Deus, pois, lembre-se de que a humanidade ainda tem na sua frente o que o último livro da Bíblia Sagrada chama de reinado de Jesus Cristo sobre a terra.”

Raciocinando: Se eu disser: – Quão apropriado seria se chovesse hoje, é obvio que eu não estaria afirmando que hoje vai chover! A revista A Sentinela que católicos e evangélicos usam para acusar o povo de Deus de pregar “o fim de mundo”, é a de 15 de dezembro de 1974, na página 754, que diz: “É verdade que a mais exata cronologia bíblica disponível indica que 6.000 anos da existência humana terminarão em meados da década de 1970. De modo que estes cristãos estão intensamente interessados para ver se isto coincidirá com o irrompimento da ‘grande tribulação’ dos nossos dias, a qual eliminará da terra todos os iníquos. Pode coincidir. Mas eles nem mesmo tentam predizer com exatidão quando virá a destruição do sistema iníquo de coisas de Satanás. Estão contentes em esperar e ver, reconhecendo que nenhum homem na terra sabe a data. (Mat. 24:36) As testemunhas cristãs de Jeová confiam em que Deus acabe com este sistema ímpio no SEU tempo devido.”

A revista acima, por si só, vai contra qualquer afirmação por parte das Testemunhas de Jeová de uma data para “o fim do mundo”, pois afirmou que “nenhum homem na terra sabe a data”. Por que então católicos e evangélicos falam com tanto entusiasmo que as Testemunhas de Jeová são “os pregadores do fim do mundo”? Na realidade, as pessoas do mundo continuam enganadas, como observamos nesta pesquisa. Oficialmente as Testemunhas de Jeová nunca marcaram uma data para o “fim do mundo”, porque tem a Bíblia Sagrada como único instrumento de fé! Boatos inventados por severos opositores se espalharam com grande rapidez. Mas agora podemos comparar traduções da Bíblia e observar os fatos. Usaremos Mateus 24:3 e veremos o que elas ensinam.

1) Bíblia Católica: “E qual será o sinal de tua volta e do fim do mundo.” – Bíblia Ave Maria.

2) Bíblia Evangélica: “E que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo.” – João Ferreira de Almeida Atualizada.

3) Bíblia TJ: “E qual será o sinal da tua presença e da terminação do sistema de coisas.” – Novo Mundo.

O apologista católico Oswaldo de Paula Garcia escreveu sobre a Tradução do Novo Mundo: “Isso não é uma tradução e sim pura e simples adulteração. Essa Novo Mundo é o pior arremedo de Bíblia.” Então vamos analisar o texto de Mateus 24:3:

????????? ?? ????? ??? ??? ????? ??? ?????? ????????? ???? ?? ??????? ???Â’ ????? ???????? ???? ???? ???? ????? ????? ??? ?? ?? ??????? ??? ??? ????????? ??? ?????????? ??? ??????

 estando sentados no monte das oliveiras os discípulos aproximaram dele de forma privada dizendo fala para nós quando será e que o ponto de presença sua e fim do século

4qe5g45th151h51521602651t003.jpg

Tradutor Grego – Português

*Terminação: Grego synteleías; latim consummatiónis.
*Sistema de coisas: Grego: aiónos; latim saéculi

A terminação do sistema, se refere ao governo de Satanás no mundo. (Mateus 4:8, 9) A Bíblia nunca pregou a TOTAL destruição do mundo como mostra as bíblias católica e evangélica! Este sistema de coisas existe através dos séculos (latim: saéculi). Por isso a Tradução do Novo Mundo verteu corretamente o grego aiónos como “sistema de coisas” – os eventos dos séculos –, o mesmo que sistema secular. Segundo o Dicionário Vine, significa também “um tempo encarado com relação ao que ocorre no período”. Mas que período é esse? É o tempo que o governo injusto de Satanás coopera para o sofrimento das pessoas na terra!

João 12:31 diz: “Agora este mundo está sendo julgado; agora será expulso o governante deste mundo.”

1975 ADULTERADO.jpg

Tirado de um Site Anti-TJ – 1975 adulterado a caneta!

Jesus não pregou a destruição do planeta, mas o fim do “sistema de coisas” demoníaco. A mentira sobre o “fim do mundo” é muito perigosa, e é ensinada em escolas dominicais evangélicas e no catecismo católico para crianças! Como este falso ensino chegou aos adeptos da cristandade apóstata? O Códice Vaticano também lança luz sobre versículos da Bíblia que falam a respeito do propósito de Deus para a Terra. Veja um exemplo: de acordo com a tradução Almeida Corrigida e Revista, Fiel, o apóstolo Pedro predisse que “a terra, e as obras que nela há, se queimarão.” (2 Pedro 3:10) Outras bíblias transmitem a mesma ideia, de que a Terra “será consumida” (Bíblia Ave Maria), baseando suas traduções no Códice Alexandrino, do quinto século, e em manuscritos posteriores. Muitos leitores sinceros da Bíblia concluíram assim que Deus destruirá a Terra – transformando ela numa “bola de fogo” como muitos pregadores ensinam!

No entanto, cerca de um século antes do Códice Alexandrino ter sido produzido, a profecia de Pedro aparece no Códice Vaticano (e em seu contemporâneo, o Manuscrito Sinaítico) da seguinte forma: “A terra e as obras nela serão descobertas.” Isso se harmoniza com o restante da Bíblia? Com certeza! A Terra literal “não será abalada, por tempo indefinido ou para todo o sempre”. (Salmo 104:5) Então, como a ‘terra será descoberta’? Outros textos mostram que a palavra “terra” pode ser usada em sentido figurado. A “terra” pode falar uma língua e entoar cânticos. (Gênesis 11:1; Salmo 96:1) Assim, a “terra” pode se referir à humanidade, ou sociedade humana. Não acha consolador saber que Jeová Deus não vai destruir nosso planeta, e sim expor completamente e acabar com a maldade e com os que a promovem?

“Contudo, o dia de Jeová virá como ladrão, sendo que nele passarão os céus com som sibilante, mas os elementos, estando intensamente quentes, serão dissolvidos, e a terra e as obras nela serão descobertas.” – 2 Pedro 3:10, Novo Mundo.

2034

Também é divulgado pela internet que as Testemunhas de Jeová marcaram uma nova data para o “fim do mundo”, e este ano seria 2034. Apóstatas e lideres religiosos descontentes com a obra mundial de evangelização das Testemunhas de Jeová, ainda mais depois da descoberta do Manuscrito Copta Saídico (c. 200 d.C.), onde mostra claramente que os primitivos cristãos jamais adoraram uma trindade, e que este achado arqueológico comprova a Tradução do Novo Mundo como autêntica (Jo. 1:1: “. . .e a palavra era um deus”), vem atraindo o ódio e o ciúmes desses clérigos enrustidos contra os servos de Jeová!

2034 ADULTERADO.jpg

Tirado de um Site Anti-TJ – 2034 adulterado a caneta!

O ano 2000 e o fim do mundo

Uma legião que varia entre 30 e 35 milhões de fiéis católicos e evangélicos brasileiros acreditou que o Juízo Final, ou o “fim do mundo”, aconteceria no ano 2000 da nossa era. Esse coro – suficiente para lotar 185 estádios do Maracan㠖 foi estimado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Instituto Cristão de Pesquisas (ICP). Segundo os relatórios, os apocalípticos são compostos por membros de igrejas como Católica Romana, Presbiteriana, Batista, Metodista, Assembléia de Deus, Deus é Amor, Universal do Reino de Deus, e outras igrejas. Enquanto adeptos e lideres de seitas esperavam o “fim do mundo” em 2000, as Testemunhas de Jeová alertava contra os perigos de se marcar datas para o fim. Este acontecimento recente foi rapidamente esquecido pela população de forma geral.

A Revista Despertai! publicou: “Muitos que professam crer na Bíblia associam o ano 2000 com o cumprimento de profecias. Alguns aguardam uma manifestação espiritual de grandes proporções. Outros temem um cataclismo — o fim do mundo [. . .] A profecia bíblica fala do “tempo do fim”, da “terminação do sistema de coisas”, dos “últimos dias”, e do “dia de Jeová”. (Daniel 8:17; Mateus 24:3; 2 Timóteo 3:1; 2 Pedro 3:12) Contudo, o “fim” profetizado na Bíblia não está de forma alguma ligado ao ano 2000. Não há nada nas Escrituras que atribua um significado especial ao fim do segundo milênio, conforme calculado pelo calendário gregoriano.” (8 de maio de 1998, “Qual o significado do ano 2000?”, pp. 20, 21) Quem viveu esta época deve se lembrar da grande quantidade de material impresso vendido sobre o fim no ano 2000.

O pastor evangélico Antonio Fonseca, diretor-presidente do  ICP, comentou sobre a grande pressão social que motivou os evangélicos, de forma geral, a manifestar extrema fixação nos acontecimentos na virada do último milênio: “O fim da União Soviética, em 1989, e o transcurso do ano 2000 apresentaram novos desafios e a necessidade de reinterpretações, como certamente ocorrerá, também, com os últimos atentados terroristas nos Estados Unidos e suas conseqüências. Os cristãos de todas as eras ficam imaginando se o fim dos tempos não irá chegar à sua geração. Não poderia ser diferentes em nossos dias, principalmente à luz de acontecimentos tão impressionantes que o mundo tem testemunhado . . .” – Fonte: Página do Facebook.

Conclusão

O que na verdade aconteceu é que o povo de Jeová durante as eras teve somente expectativas equivocadas sobre quando viria o fim. Mas isto prova algum fanatismo religioso? Se isto prova fanatismo então os discípulos de Jesus também sofriam de fortes delírios com respeito ao tempo do fim. Como aconteceu com os primeiros discípulos de Cristo, houve ocasiões em que esperamos o cumprimento de profecias antes do tempo determinado por Deus. (Leia 

    Hello guest!
    Hello guest!
    Hello guest!
) Alguns se excederam a esta expectativa e foram corrigidos tanto agora, como no cristianismo primitivo – evento este registrado na Bíblia.

ScreenShot003.jpg

É verdade, os seguidores fiéis de Jesus que entenderam mal e, portanto, interpretaram mal o propósito de Deus em alguma situação profética. O professor de hebraico, grego, escritor e palestrante Fabio Sabino (foto ao lado), disse: “Todos os escritores do Novo Testamento olharam para “o fim” como algo próximo.” Podemos ver isso no Evangelho de Lucas, capítulo 24, versículo 21. Nesta passagem, a dois dos discípulos de Jesus que caminhavam desde a aldeia chamada Emaús se uniu a eles o próprio Jesus ressuscitado, sem que o reconhecessem. Falando sobre as expectativas que haviam abrigado com respeito a Cristo, disseram: “Mas nós esperávamos que este [homem] fosse o destinado a livrar Israel.”

  • “. . . Tanto o povo como os discípulos pensavam que Jesus fosse a Jerusalém inaugurar o reino temporal e glorioso do Messias. Por isto, corrige-lhes [Jesus] agora esta ideia . . .” – Nota de Lucas 19:11-27, Bíblia Católica Ecumênica Barsa.
  • “. . . De acordo com João 21:22-23, parece que a igreja primitiva enxergava o retorno de Cristo como iminente, ou seja, que Ele poderia voltar a qualquer momento. Caso contrário, o boato de que Jesus voltaria durante a vida de João não teria persistido. . .” – Fonte Site Evangélico Gotquestions.org.

Este ponto de vista sobre as profecias que tinham os discípulos de Cristo resultou ser um ERRO. O Reino de Cristo não se estabeleceu no Israel natural no primeiro século. Os apóstolos e seus associados tiveram que ajustar sua forma de pensar e, portanto, seus ensinamentos sobre este assunto. Assim como os fiéis cristãos do passado que tiveram EXPECTATIVAS erradas e ajustes em seus pontos de vista não foram taxados de ‘falsos profetas’, as Testemunhas de Jeová também merecem o mesmo respeito por se ‘manter na expectativa’!

  • “. . . Na perspectiva profética, o desfecho esperado é sempre iminente. Essa iminência psicológica não deve ser interpretada como um anúncio datado do fim do mundo.” – Bíblia Ecumênica (TEB), página 896.

Num mundo em que predomina a influência de Satanás, por que é que os verdadeiros cristãos não sofreriam oposição? (

    Hello guest!
) Enquanto formos fiéis, sempre haverá alguns que ficarão ‘intrigados e falarão de nós de modo ultrajante’. (
    Hello guest!
) Agora vejam uma lista sobre predições do fim do mundo de várias denominações em volta do planeta, e reparem que não são as Testemunhas de Jeová como organização religiosa que marcam datas para o “fim do mundo”:

  1. -Aelfric, Abade de Eynsham, previu o fim do mundo para o ano 1000
  2. -Hipólito de Roma predisse que Cristo estabeleceria o milênio no ano 500
  3. -O Monge Abbo de Fleury previu o fim do mundo para 994/996
  4. -Jean de Roquetaillade anunciou o fim do mundo para o ano de 1366
  5. -O Católico Romano, Arnald de Villanova, previu o Anti-Cristo em 1378
  6. -Os Taborites anunciaram o fim do mundo para 1420
  7. -O sacerdote Martinek Hauska anunciou a destruição total para 1420
  8. -O Anabatista Hans Hut anunciou o fim do mundo para 1528
  9. -O Cardeal Nicolau de Cusa anunciou o fim do mundo para 1533
  10. -O visionário alemão Melchior Hoffman anunciou o fim do mundo para 1593
  11. -Os 50 Monarquistas previram o fim do mundo entre 1655-1657
  12. -O Luterano Adam Nachenmoser anunciou o fim do mundo para 1635
  13. -O líder luterano, Andreas Osiander, anunciou o fim do mundo para 1672
  14. -O pregador Jan Matthys anunciou o fim do mundo para 1534
  15. -O Arcebispo de York e Primaz da Inglaterra, Edwin Sandys, previu o fim do mundo para o período de 1519-1588
  16. -O protestante John Wycliffe anunciou o fim do mundo para 1379
  17. -O reformador protestante John Foxe anunciou o fim do mundo para 1600
  18. -O Ministro da Inglaterra, Jonathan Edwards, marcou a data para 1866
  19. -Os Puritanos previram o fim do mundo para 1700
  20. -O espiritualista Emanuel Swedenborg previu o fim do mundo para 1757
  21. -O Reitor Anglicano, Thomas Beverly, previu o fim do mundo para 1697
  22. -O Reitor Anglicano, John Mason, previu o fim do mundo para 1694
  23. -Sir Walter Raleigh, Hugh Broughton e Thomas Brightman pensaram que o mundo acabaria em 1700
  24. -Cristóvão Colombo disse que o mundo ia acabar em 1656
  25. -O Diácono Deacon William Aspinwall previu o fim do mundo para 1673
  26. -O Cardeal Pierre dÂ’Ailly anunciou o fim do mundo para 1789
  27. -A seita Os Shakers da Inglaterra anunciou o fim do mundo para 1792
  28. -O Pastor Johann Kaspar Lavater anunciou o fim do mundo para 1795
  29. -Os Judeus históricos no século 17 acreditavam que o Messias viria no ano de 1648
  30. -O matemático John Napier anunciou o fim do mundo para 1688 ou 1700
  31. -John Cummings da Igreja Nacional Escocesa previu que Jesus voltaria em 1865
  32. -Isaac Newton anunciou nos seus dias que o fim do mundo viria em 90 anos
  33. -O professor de religião Richard Brothers anunciou o fim do mundo para 1795
  34. -O Reverendo M. Baxter da Igreja da Inglaterra previu o fim do mundo para 1868
  35. -Em 1832 o Papa Gregório XVI indicou o fim do mundo sob “praga de gafanhotos”
  36. -O pastor pentecostal Pat Robertson, anunciou o fim do mundo para 2007
  37. -O pintor Henry R. Hall previu o fim do mundo para 1998
  38. -O pastor evangélico Chuck Smith, previu o fim do mundo para 1981
  39. -Tommy Hicks, um evangelista, recebeu visões do fim do mundo para 1961
  40. -Joseph Smith, fundador dos mórmons, previu o fim do mundo no século 19
  41. -Elizabeth Claire, profetisa, anunciou o fim do mundo para 1989
  42. -Hon-Ming Chen (Chen Tao), da Igreja da Salvação de Deus, previu o retorno de Cristo em 31 de março de 1998
  43. -A Metodista Joanna Southcott (1750-1814) anunciou que a Noiva do Cordeiro havia chegado e tinha começado a selar os 144.000
  44. -No início do século 20, o Dr. Isaac M. Haldeman, pastor da Primeira Igreja Batista em Nova York, previu que o Anticristo iria aparecer antes dos judeus voltar à Palestina
  45. -Thomas M. Chalmers, da Assembléia de Deus oficial, anunciou o fim do mundo para o início de 1920
  46. -O líder Pentecostal, Lester Sumrall, previu o fim do mundo para 1985
  47. -Hal Lindsey, autor de The Late Great Planet Earth, previu que o arrebatamento ocorreria em 1988
  48. -David Webber e Noah Hutchings da Igreja Rádio Sudoeste (SRC) anunciaram que o fim do mundo viria em 1981 ou 1988
  49. -O pregador Henry Kreysler anunciou o Armagedon para 1995
  50. -O escritor Reginald Dunlop anunciou o Arrebatamento para 1991
  51. -A escritora Mary Stewart Relfe anunciou a Grande Tribulação para 1990
  52. -O pregador da Bíblia Salem Kirban previu o Arrebatamento para 1989
  53. -Benny Hinn, pastor e escritor, previu o arrebatamento para 1993
  54. -A revista ‘The Weekly Evangel’ (O Semanário do Evangelho da Assembléia de Deus) predisse o Armagedom para 1917, depois 1935 e depois 1953
  55. -A Missão Evangélica dos Dias Vindouros predisse que Cristo viria em 28 de outubro de 1992
  56. -Adso, um monge de um mosteiro da Francônia Ocidental, predisse o fim do mundo para depois de 950 d.C.
  57. -O abade católico romano Joaquim de Fiore (1131-1202), esperava o fim do mundo em 1200
  58. -O católico Arnaldo de Villanova (um destacado médico), predisse que o Anticristo apareceria em 1378
  59. -O luterano Adam Nachenmoser previu o fim do mundo para 1635
  60. -O líder luterano Andreas Osiander, previu o anticristo para 1672
  61. -Os Anabatistas do princípio do século XVI criam que o Milênio ocorreria em 1533
  62. -O líder da Assembléia de Deus Dwight Wilson, escreveu o livro “Armagedom Agora” em 1977
  63. -O Papa Gregório I, pontífice entre 590-604 E.C., predisse que o fim do mundo viria nos seus dias
  64. -Jack van Impe, televangelista, previu o fim do mundo para 1999 ou 2000
  65. -O líder Pentecostal, Lester Sumrall, previu o fim do mundo para 2000
  66. -O professor evangélico Grant Jeffrey, previu o fim do mundo para 09 de outubro de 2000
  67. -O pregador evangélico Texe Marrs, previu o fim do mundo para 2000
  68. -O escritor evangélico Philip B. Brown afirmou que o reino milenar de Cristo começaria em 06 de abril de 2008
  69. -O Dr. Harold Camping, presidente da Family Radio, esperava que o fim do mundo acontecesse em 1994
  70. -O pastor evangélico Efrain Rodriguez previu que um grande meteoro iria se chocar com a terra em 2014
  71. -A apóstola brasileira Neusa Itioka, previu o fim do mundo para 2017 ou 2018
  72. -O Espírita Chico Chavier previu o fim do nosso sistema de vida para julho de 2019
  73. -A pastora evangélica Donna Larson, previu o fim do mundo para 2017, porque, segundo ela, os humanos estariam governando o mundo por exatos 6 mil anos! E também se completa os 70 anos da fundação de Israel e também os 50 anos da unificação de Jerusalém.
  74. -Ellen G. White, a profetisa da Igreja Adventista escreveu: “Logo ouvimos a voz de Deus, semelhante a muitas águas, a qual nos anunciou o dia e a hora da vinda de Jesus.” (Livro “Primeiros Escritos”, p. 39).
  75. -O Site evangélico End Times Profecies previu o fim do mundo para 2011
  76. -Os Católicos do México previram através de visões da “Virgem do Rosário” em 1973, o fim do mundo para o ano 2000.
  77. -O pastor evangélico Miranda Leal, da Igreja Só o Senhor é Deus, previu em 1999 o fim do mundo para o ano 2000.
  78. -A Rádio Evangélica Gospel Play anunciou o fim do mundo para 23 setembro de 2017.
  79. -O pregador evangélico Billy Graham previu o fim do mundo para 1957 logo após o primeiro teste da bomba nuclear feito pelos soviéticos em 1955.

“Então, realmente, será revelado aquele que viola a lei, a quem o Senhor Jesus eliminará com o espírito da sua boca . . . É por isso que Deus deixa que uma influência enganadora os iluda de modo que acreditem na mentira . . . ” (2 Tess. 2:8) “Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e milagres a fim de enganar, se possível, até mesmo os escolhidos.” (Mateus 24:24) As Testemunhas de Jeová não se enquadram nesse sinal visto que não afirmam fazer milagres e sinais.

SETE TEMPOS.jpg

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites






×
×
  • Create New...

Important Information

Terms of Service Confirmation Terms of Use Privacy Policy Guidelines We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.